A bomba anunciada. Mais uma vez, membros do clã Sarney estão no centro dos escândalos de corrupção
O ministro Edison Lobão, Roseana Sarney e Paulo Roberto Costa, preso que aceitou a delação premiada para dizer o que sabe à PF...

A bomba anunciada. Mais uma vez, membros do clã Sarney estão no centro dos escândalos de corrupção

Em depoimento de delação premiada, ex-diretor Paulo Roberto Costa cita envolvimento de Edison Lobão, Sérgio Cabral, Roseana Sarney e Eduardo Campos – nome de Renan Calheiros foi antecipado pelo ‘ Estadão’.
Governadores de três estados que receberam investimentos da Petrobras – Eduardo Campos, de Pernambuco; Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro; e Roseana Sarney, do Maranhão – foram citados pelo ex-diretor de abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, em depoimento na Polícia Federal, como suposto beneficiários do esquema de recursos e lavagem de dinheiro investigado na Operação Lava-Jato. O ex-governador e então candidato a presidente pelo PSB, Eduardo Campos, faleceu em acidente aéreo, no dia 13 de agosto, no litoral paulista.
Segundo informa a Revista Veja desta semana, também estão na lista de citados por Costa o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, além de seis senadores e pelo menos 25 deputados federais. O portal Estadão.com.br, na tarde de sexta-feira, 5, que o ex-diretor havia revelado à PF os nomes de pelo menos 30 deputados federais que haviam recebido dinheiro do esquema. Entre eles, estaria o presidente do Senado, Renan Calheiros
De acordo com a revista, Paulo roberto Costa também teria mencionado o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), além dos senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Romeu Jucá (PMDB-RR). Entre os deputados estariam Cândido Vaccarezza (PT-SP) e João Pizzolatti
Foram citados, ainda, o ex-ministro das Cidades, Mário Negromonte, e o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que faria a “ponte” do esquema com o partido. O nome de Vaccari já havia aparecido nas investigações da Operação Lava Jato. Ele teria visitado as empresas do doleiro Alberto Youssef, a principal engrenagem

O ministro Edison Lobão, Roseana Sarney e Paulo Roberto Costa, preso que aceitou a delação premiada para dizer o que sabe à PF…

do esquema investigado pela PF

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta