5.415 presos de cinco estados são beneficiados em mutirão do CNJ
Presos ganham benefícios após mutirões do CNJ

5.415 presos de cinco estados são beneficiados em mutirão do CNJ

Exatos 5.415 detentos do Rio Grande do Norte, Piauí, Ceará, Amazonas e Alagoas receberam benefícios como progressão do regime de cumprimento de pena e até liberdade, após a realização de um mutirão carcerário nesses estados em 2013, sob o patrocínio do Conselho Nacional de Justiça.

De acordo com o CNJ, que divulgou o balanço na quinta-feira (26), esses 5.415 processos com possiblidade de benefício correspondem a 16% do total de 33.701 processos de detentos analisados durante o mutirão neste ano, nos cinco estados.

Além de análise dos processos, o CNJ também avaliou presídios nesses estados e encontrou problemas como celas superlotadas, altos índices de presos provisórios (que ainda não foram julgados), violência entre presos, atendimento médico deficiente e irregularidades na atenção a detentos portadores de transtornos mentais.

Presos ganham benefícios após mutirões do CNJ

Segundo o CNJ, para cada problema ou irregularidade encontrada foram feitas recomendações visando, por exemplo, o aprimoramento na tramitação de processos judiciais e a reinserção de detentos na sociedade. Além disso, essas recomendações pediam melhoria nas condições dos presídios visitados.

Entre as irregularidades encontradas pelo CNJ está o caso de uma mulher internada há 40 dias com outros 27 homens no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Manaus (AM), que deveria atender apenas pacientes do sexo masculino.

Já em um presídio na região metropolitana de Fortaleza, no Ceará, o mutirão encontrou um homem de aproximadamente 80 anos que estava com a liberdade decretada pela Justiça desde 1989. O homem acabou transferido para um abrigo para idosos administrado pelo governo estadual. Com informações do G1, Uol e R7

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta