Funcionários dos Correios iniciam paralisação

Funcionários dos Correios iniciam paralisação

Os trabalhadores dos Correios entraram em greve nesta quinta-feira (12) no Rio de Janeiro e nos estados de Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo, Tocantis e Pernambuco. A paralisação afeta 70% do fluxo postal do país, segundo a categoria.

Os grevistas reivindicam reajuste salarial em torno de 10%. A empresa oferece aumento de 5,27%, aplicado sobre salários e benefícios. Segundo o secretário geral do Sindicato dos Correios no Rio de Janeiro (Sintect), Ronaldo Martins, o objetivo é garantir um acordo satisfatório, como os conquistados por outras categorias. “Temos um dos piores reajustes do país”, disse.

Carteiro: de cara feia para a ECT

Os trabalhadores pedem ainda vale alimentação de R$ 35; vale cesta de R$ 342,05; aumento do reembolso creche/babá de R$ 500 para homens e mulheres; e auxílio para dependentes que precisam de cuidados especiais de, no mínimo, R$ 850.

Segundo os Correios, 36 milhões de cartas são entregues por dia no país. Ainda de acordo com a empresa, a greve abrange oito dos 35 sindicatos da categoria.

O sindicato da categoria em São Paulo (Sintect-SP) afirma que 55 mil funcionários estão mobilizados na paralisação, quase a metade do efetivo total. O sindicato informou ainda que está prevista uma passeata na Avenida Paulista a partir das 14h30.

Medidas

Os Correios informam que estão adotando várias ações preventivas para garantir a prestação de serviços à população em caso de paralisação dos trabalhadores.

“Entre as ações estão a realização de horas extras, mutirões para entrega nos fins de semana, deslocamento de empregados entre as unidades e contratações temporárias”, diz a nota dos Correios.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta