Irregularidade: ex-presidente da Emap recebeu R$ 300 mil de verba rescisória

Irregularidade: ex-presidente da Emap recebeu R$ 300 mil de verba rescisória

Ex- presidente da Emap, Luiz Carlos Fossati

Segundo informações da colunista Mônica Bérgamo, ao deixar a presidência da Emap (Empresa Maranhense de Administração Portuária), Luiz Carlos Fossati recebeu R$ 300 mil de verbas rescisórias, apesar de ocupar cargo de confiança. Ele pediu demissão em 23 de dezembro, antes da posse do novo governo. A empresa pública pagava indenização trabalhista para ocupantes de cargos comissionados, quando é direito só de concursados regidos pela CLT.

No dia 6, a Procuradoria-Geral do Estado determinou que ocupantes de cargos comissionados não têm direito a verbas rescisórias, “por serem estas incompatíveis com a precariedade da relação estabelecida em cargos de livre nomeação e exoneração”. Procurado, o ex-presidente da Emap não quis se manifestar.

José Machado

José da Silva Machado. Natural de Duque Bacelar - Maranhão, onde nasceu em 14 de junho de l957. Graduado em Comunicação Social, pela Universidade Federal do Maranhão, especialização Jornalismo. Foi repórter, editor e secretário de Redação nos jornais Pequeno, O Imparcial e Diário do Norte, em São Luís. Também foi diretor de Telejornalismo na TV Difusora (Rede Globo), no período 1985/198). Exerceu o cargo de Secretário de Estado de Imprensa e Divulgação do Governo do Estado (2006-2007). É poeta e escritor, tem lançado o livro "As Quatro Estações do Homem" e conclui o livro; "Os vinte contos de réis". Pai de 5 filhos e 1 neto.

Deixe uma resposta