Blog do Machado

contato@blogdomachado.com.br

14 de julho de 2017 - 20:20:01

Sem comentários

Compartilhe:

    Parte da aliança que afastou Dilma quer derrubar Temer, diz ex-ministro Aldo Rebelo

    Ex-presidente da Câmara dos Deputados e quatro vezes ministro dos governos petistas, Aldo Rebelo (PC do B) duvida que Michel Temer consiga resistir às “forças muito poderosas” que hoje assediam seu mandato.

    Segundo ele, “corporações” que atuaram para afastar a ex-presidente Dilma Rousseff agora formam uma “aliança” contra Temer. Na sua visão, esse grupo formado por Ministério Público, Poder Judiciário, Polícia Federal e mídia tenta “substituir a política” e “tutelar o destino da sociedade”, embora não tenha a “legitimidade do voto”.
    Em entrevista à BBC Brasil, Rebelo diz que Temer carece da legitimidade das urnas e, mesmo que consiga barrar o andamento da denúncia por corrupção passiva que será votada em agosto pela na Câmara, outras virão em sequência.

    Para o comunista, apenas uma eleição direta poderá “restabelecer plenamente a autoridade no país” – o que, reconhece, só deve ocorrer em 2018. Ele faz um paralelo com o período regencial (1831 e 1840), quando o Brasil ficou sem imperador devido à menoridade de Dom Pedro 2º e entrou em convulsão social.

    O comunista nega que negocie concorrer como vice ao lado do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) em eventual eleição indireta, como apontam notícias veiculadas pela imprensa brasileira. A hipótese que circula nos bastidores de Brasília é que tal aliança buscaria uma plataforma mais suave de reformas econômicas do que as medidas impopulares que tem avançado no Congresso.

    Rebelo desconversou sobre a possibilidade de sair do PC do B, embora reconheça divergências com seu partido e ter recebido convites de outras legendas. Com o tom nacionalista que lhe é peculiar, pregou “a conciliação do país” em um “governo de transição” – Maia tem abraçado fortemente a agenda econômica do governo Temer, o que, para o ex-ministro, representa a escolha entre um dos lados da disputa.

    Confira abaixo os principais trechos da entrevista.

    Leia mais...

    14 de julho de 2017 - 14:00:35

    Sem comentários

    Compartilhe:

      Cleo Pires rebate críticas por dizer que já fez sexo a três: ‘Puritanos e hipócritas’

      Cleo Pires se irritou com as críticas que vem recebendo por expor sua intimidade em entrevistas. A atriz contou recentemente que já fez sexo a três e que foi algemada durante uma relação sexual. As afirmações deram o que falar, e ela resolveu se manifestar.
      “Não sei por que o espanto. Quem faz a polêmica são vocês, puritanos e hipócritas. Não fui a primeira, nem a única a transar com dois caras. Me poupem.Vão arranjar uma vida”, escreveu a atriz no Twitter.

      Em entrevista no canal de Caio Fisher no YouTube, Cleo contou que já traiu sem arrependimentos, e revelou que já mandou nudes. A conversa foi esquentando e ela revelou que já foi algemada durante uma relação sexual. “Foi bom”, disse. A filha de Gloria Pires também contou que já fez sexo a três e em público, mas não deu mais detalhes. E ainda revelou que já se apaixonou por um parceiro de cena, mas evitou falar sobre o assunto.

      Leia mais...

      14 de julho de 2017 - 13:16:26

      Sem comentários

      Compartilhe:

        Novo Refis prevê desconto de até 99% em multas e juros de dívidas de empresas

        Relator do projeto de refinanciamento põe condições mais favoráveis às empresas e coloca em risco as contas da equipe econômica de levantar até R$ 13,3 bilhões este ano com o programa

        BRASÍLIA – Reconduzido ao posto de relator do projeto que cria um novo programa de refinanciamento de dívidas (Refis), após ter desfigurado a primeira proposta enviada pelo governo ao Congresso, o deputado Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG) voltou a incluir, no novo texto, condições mais vantajosas para as empresas. O parecer aprovado nesta quarta-feira, 13, pela comissão mista da Medida Provisória (MP) 783 eleva os descontos em multas e juros para até 99% e concede a maior número de devedores o benefício de pagar um valor menor de entrada.

        Cardoso Jr. já havia declarado ao Estadão/Broadcast em junho, dias após a edição da MP 783, a intenção de fazer as modificações. Na única audiência pública realizada sobre o tema, representantes de associações empresariais colecionaram reclamações sobre o texto do governo e apresentaram vários pedidos, alguns deles acatados pelo relator. 

        Se as mudanças prevalecerem no plenário, elas podem ameaçar a previsão da área econômica de arrecadar R$ 13,3 bilhões este ano com o programa. O Novo Refis foi desenhado de forma a garantir o pagamento de entradas maiores pelos devedores, para ajudar no caixa deste ano. O parecer aprovado reduz esse potencial.

        Leia mais...

        14 de julho de 2017 - 11:44:51

        Sem comentários

        Compartilhe:

          Ex-presidente do Peru Ollanta Humala é preso por corrupção no caso Odebrecht. Já no Brasil de Lula…

          Humala e sua mulher foram sentenciado a 18 meses de prisão preventiva por lavagem de dinheiro

          O ex-presidente do Peru Ollanta Humala e sua mulher, Nadine Heredia, se entregaram na noite de quinta-feira (14) à polícia, após o juiz Richard Carhuancho, da Primeira Vara de Investigação Preparatória Nacional do Peru, decretar a prisão preventiva do casal por 18 meses. Ambos são acusados de lavagem de dinheiro, relativa a doações feitas pelo grupo Odebrecht para o Partido Nacionalista nas campanhas presidenciais de 2006 e 2011, quando Humala era o candidato.

          O juiz chegou a expedir uma ordem de captura nacional e internacional contra o casal, com medo de que eles fugissem do país. Isto porque Nadine Heredia foi nomeada no final de 2016 como diretora do escritório de ligação da FAO na sede da ONU em Genebra, a pedido de José Graziano da Silva, ex-diretor do programa Fome Zero durante o Governo do Partido dos Trabalhadores, e diretor-geral da FAO. Mas não foi necessário. Durante toda a tarde, eles permaneceram em sua residência, no bairro de Surco, acompanhando os pormenores da audiência que decidiu seu destino. Conhecida a decisão do juiz, saíram juntos de casa e se dirigiram ao Palácio de Justiça, no centro de Lima. Passaram a primeira noite na carceragem do Poder Judiciário, à espera de que seja decidido quais centros de detenção os receberão definitivamente.

          No trajeto, ambos tiveram tempo de publicar suas reações no Twitter. Humala escreveu que “esta é a confirmação do abuso de poder, que nós enfrentaremos, em defesa dos nossos direitos e dos direitos de todos”. Pouco antes, Heredia havia dito: “Apesar da arbitrariedade, estamos aqui, confiamos em que esta decisão será revertida, por uma questão de justiça. Confiamos em nosso país!”.

          Leia mais...

          14 de julho de 2017 - 11:15:09

          Sem comentários

          Compartilhe:

            Temer fabrica vitória na CCJ, mas votação decisiva na Câmara fica para agosto

            Governo fez ofensiva para mudar integrantes de comissão e derrota parecer favorável à denúncia

            Uma vitória fabricada. Assim foi a decisão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara que, por 40 votos a 25, arquivou o relatório que defendia a autorização para o Supremo Tribunal Federal julgar o presidente Michel Temer (PMDB) pelo crime de corrupção passiva. Após 11 trocas de deputados na comissão, composta por 66 membros, o Governo conseguiu vencer o primeiro round de uma batalha que deve continuar no plenário no próximo dia 2 de agosto. Será na primeira semana após o recesso parlamentar que os deputados avaliarão em definitivo se o processo contra o presidente deve seguir ou se aceitarão o resultado da CCJ. Se Temer não conseguir repetir a vitória desta quinta, ficará nas mãos do STF afastá-lo ou não do poder.

            As próximas semanas serão de intensas negociações e discussões. A data do embate do plenário foi anunciado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, como fruto de um acordo entre governistas, que antes pregavam a votação decisiva o quanto antes, e os oposicionistas, que sempre defenderam o adiamento para depois do recesso para aumentar as chances de desgaste de Temer neste intervalo. A súbita concordância mostra que ainda não há vencedores claros.

            Os apoiadores de Temer deixaram de insistir que a votação final fosse na próxima segunda-feira quando notaram que não haveria o quórum de 342 parlamentares para iniciar a votação, como exigido como condição por Maia.

            Leia mais...

            13 de julho de 2017 - 10:05:18

            Sem comentários

            Compartilhe:

              Não é só o tríplex: entenda as outras acusações e suspeitas contra Lula

              O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

              O juiz federal Sérgio Moro considerou o líder petista culpado de receber vantagens ilícitas da empreiteira OAS, entre as quais um tríplex no Guarujá (SP) e a reforma do imóvel, em troca de defender interesses da empresa junto à Petrobras.
              O Ministério Público Federal estima em R$ 2,4 milhões os valores do apartamento e da obra somados.

              Lula sempre negou ser dono do tríplex ou ter cometido qualquer irregularidade. Ele poderá recorrer em liberdade junto ao Tribunal Regional Federal. Se a condenação for confirmada na segunda instância, o ex-presidente pode ser preso e ficar inelegível.

              Esta é a primeira vez que o petista é condenado num processo ligado à operação Lava Jato. Ele é réu em mais quatro ações, alvo de uma denúncia da Procuradoria, que ainda está sendo avaliada por Moro, e investigado pela Polícia Federal em mais outros dois inquéritos.

              Confira as outras acusações e suspeitas contra Lula:

              Leia mais...

              13 de julho de 2017 - 09:22:44

              Sem comentários

              Compartilhe:

                Qual o impacto da condenação de Lula por Moro nas eleições de 2018?

                Para especialistas, sentença não mancha a imagem do ex-presidente ante a eleitores do PT. Sem Lula na corrida, Marina e Bolsonaro largam na frente.

                A condenação de Lula pelo juiz federal Sergio Moro não deve diminuir a vantagem que o ex-presidente, hoje líder nas pesquisas de intenção de voto, tem na corrida eleitoral de 2018, segundo especialistas ouvidos pela BBC Brasil. Eles acreditam que os eleitores do petista são indiferentes a notícias negativas sobre ele – e citam a corrida de 2008, quando Lula se reelegeu mesmo após as denúncias do Mensalão.

                Caso os desembargadores do Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4), que julgarão o recurso do ex-presidente, o condenem em segunda instância nos próximos meses, entretanto, Lula se tornaria inelegível e abriria espaço para candidatos menos ligados à política tradicional – como Marina Silva (Rede-AC), Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e João Doria (PSDB-SP). Em qualquer situação, dizem os analistas, o PT adotará um discurso emocional na campanha, de vitimização do ex-presidente.
                “O impacto da notícia [da condenação] sobre a imagem de Lula não é forte. Ele já passou por episódios como o do mensalão e ainda assim conseguiu se eleger”, diz o diretor do Instituto Datafolha, Mauro Paulino.

                Para ele, mesmo que Lula fique fora da disputa do próximo ano, seu “poder de influência” continuaria forte e sua imagem seria explorada pelo partido para alavancar o candidato substituto. A força desse capital político não é a mesma que elegeu Dilma Rousseff, ele pondera, mais segue expressiva. “Lula não é carta fora do baralho”, comenta.

                “Quem já decidiu o voto, decidiu a despeito das denúncias. Se ele fosse inocentado, também não haveria mudança”, afirma o cientista político e professor do Insper Carlos Melo. A sentença de nove anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro divulgada na quarta-feira, ele avalia, não mancha a imagem do petista e será combustível para que o PT “dramatize” a condenação durante a campanha, “vitimizando” o ex-presidente.

                A reação, ele acrescenta, seria semelhante à de qualquer outro candidato na mesma situação. “É algo parecido com o que Temer vem fazendo em relação à PGR [Procuradoria Geral da República, autora das denúncias contra o atual presidente]”.

                Leia mais...

                13 de julho de 2017 - 09:07:33

                Sem comentários

                Compartilhe:

                  Hyperloop, transporte a vácuo: parece coisa de doido, mas já tem teste bem-sucedido e um futuro próximo

                  Há alguns anos, o bilionário Elon Musk teve uma ideia: que tal criar um sistema de transporte baseado em tubos, com pods que atingem velocidade máxima de 1.200 km/h? Desde então, várias empresas vêm tentando tirar esse conceito do papel — e pouco a pouco, o Hyperloop se torna realidade.

                  A startup Hyperloop One construiu uma pista no deserto de Nevada, perto de Las Vegas, e realizou no ano passado seu primeiro teste em plena escala. Este ano, foi a vez de um novo teste: o veículo funcionou sem falhas em um ambiente de vácuo.

                  Segundo o The Verge, a Hyperloop One usou levitação magnética (ou maglev) para levar seu veículo de testes a 110 km/h, com aceleração de 2g (cerca de 20 m/s²). Graças ao ambiente de vácuo, ele viajou em condições semelhantes a um avião a 200 mil pés de altitude — a baixa resistência do ar permite atingir velocidades maiores.

                  Para tanto, a empresa usou o DevLoop, tubo com uma pista de 500 m que começou a funcionar em abril. O teste foi realizado em 12 de maio e divulgado hoje; confira o vídeo abaixo (a partir do ponto 2:15).

                  Leia mais...

                  12 de julho de 2017 - 21:35:11

                  Sem comentários

                  Compartilhe:

                    Roberto Carlos pode ser preso por não pagar pensão alimentícia. Ele não comenta o caso…

                    Em 2014, Roberto Csarlos contou ao jornal italiano “Gazzetta dello Sport” que tinha oito filhos, mas não se lembrava com quantas mulheres diferentes…

                    O ex-jogador da seleção brasileira Roberto Carlos pode ir para a cadeia por ter deixado de pagar pensão alimentícia aos dois filhos que teve com Barbara Thurler. A prisão do atual diretor de relações institucionais do Real Madrid foi pedida pelo advogado de defesa da ex-mulher, Rodrigo Jorge, mas ainda não foi decretada pela Justiça.
                    A informação foi antecipada pelo jornal “O Dia”. Como o caso corre em segredo de Justiça no Fórum de Itaperuna, no interior do Rio, o advogado não quis dizer de quanto é a dívida.

                    O ex-jogador ainda não comentou o caso.

                    Este mês, o ex-lateral esquerdo apresentou sua nova filha, Marina, do casamento com Mariana Luccon. Em 2014, ele contou ao jornal italiano “Gazzetta dello Sport” que tinha oito filhos, mas não se lembrava com quantas mulheres diferentes

                    Leia mais...

                    12 de julho de 2017 - 21:03:42

                    Sem comentários

                    Compartilhe:

                      Euforia no mercado! Com reforma trabalhista e condenação de Lula, Bolsa ganha R$ 38 bi em um dia

                      O valor de mercado das empresas listadas na B3 fechou em 2,53 trilhões de reais

                      A aprovação da reforma trabalhista na noite de ontem e a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva impactaram diretamente no pregão desta quarta-feira. O principal índice da Bolsa fechou em alta de 1,68%, ficando na casa dos 64 mil pontos.

                      Só hoje, a Bolsa ganhou 38 bilhões de reais em valor de mercado. Segundo dados divulgado pela Economatica, provedora de informações financeiras, a pedido de EXAME.com, o valor de mercado das empresas listadas na B3 fechou em 2,53 trilhões de reais.

                      Só a Petrobras, que liderou a alta dos papéis durante parte do dia, ganhou em valor de mercado 7,21 bilhões de reais, fechando em 173,55 bilhões de reais.

                      Outro destaque foi o Bradesco. O banco viu seu valor de mercado passar de 172,51 bilhões de reais para 178,65 bilhões de reais, um aumento de 6,05 bilhões de reais.

                      Mas nem todas as empresas foram impactadas positivamente pela decisão do juiz Sérgio Moro e pela aprovação da reforma trabalhista pelo Senado. Isso porque o dólar fechou em queda de mais de 1% sendo negociado em 3,20 reais.

                      A desvalorização do dólar impacta diretamente as ações das exportadoras. A Fibria, Klabin e Embraer fecharam em queda de 2,05%, 1,70% e 2,32%, respectivamente.

                      Leia mais...

                      
                      
                      ©2012 José Machado - Web Design MP Marketing e Promoção