Blog do Machado

contato@blogdomachado.com.br

19 de abril de 2017 - 17:01:05

Sem comentários

Alta velocidade motivou mais de 14 mil multas nos 3 primeiros meses de 2017 em São Luís

 Média é de 159 por dia nos primeiros três meses de 2017; os dados são do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão

 


Sem fotossensores nas avenidas, excesso de velocidade é maior (Foto: Flora Dolores / O ESTADO)

De janeiro a março deste ano, condutores de São Luís já cometeram mais de 14 mil infrações por excesso de velocidade. Média de 159 por dia nos primeiros três meses de 2017. Os dados são do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran). Recentemente, vários fotossensores, popularmente conhecidos como pardais, e barreiras de controle de velocidade foram retirados de algumas das principais avenidas. A informação está na edição de hoje (17) do Jornal O Estado do Maranhão.

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% foi a infração mais cometida pelos condutores no primeiro trimestre deste ano. Dirigir em excesso de velocidade é perigoso, pois, quanto maior a velocidade do veículo, maiores são os riscos de acidentes, pois o condutor não consegue realizar frenagens de emergência em tempo hábil para evitar uma colisão. Além disso, em caso de atropelamento, quanto maior a velocidade do veículo, maiores o impacto da batida e as chances de a colisão deixar sequelas graves ou ser fatal.

Transitar em velocidade superior à máxima permitida para o local gera multa, segundo o Artigo 128 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O valor varia de acordo com a porcentagem ultrapassada do limite permitido, podendo chegar a R$ 574,61 no caso de velocidade superior acima de 50% do permitido, que é considerada infração gravíssima. Esta, aliás, foi a quinta infração mais cometida até agora. No ranking das 10 violações às leis de trânsito mais registradas este ano, aparece ainda transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%, na segunda posição.

Prática
São Luís sempre foi uma cidade com registros elevados de excesso de velocidade, pois muito condutores desrespeitam a legislação de trânsito e trafegam acima da média permitida nas principais avenidas da capital. Uma prática recorrente dos motoristas é a de reduzir a velocidade ao se aproximar da fiscalização eletrônica (barreiras e fotossensores) para não serem multados e retomarem a velocidade inicial após se distanciar do equipamento.

Mas a situação ficou ainda mais grave após a retirada, pela Prefeitu­ra de São Luís, dos fotossensores instalados nos semáforos com o objetivo de coibir a ação daqueles motoristas que insistem em avançar os sinais quando fechados para o trânsito. Sem os equipamentos, não há como identificar os infratores e aplicar as devidas penalidades, o que coloca em risco não só a segurança de quem trafega nas vias, mas também a vida de pedes­tres que precisam atravessá-las.

Nas avenidas Daniel de La Touche, Litorânea e Holandeses, quase todos os pardais foram retirados. Também na dos Holandeses a barreira eletrônica está desativada, deixando os motoristas livres para cometerem infrações.

Números

11.548 multas por transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%
2.359 multas por transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%
457 multas por transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%

 

Compartilhe:

    Nenhum Comentário Quero comentar!

    Nenhum comentário ainda.

    Deixe um comentário





    
    
    ©2012 José Machado - Web Design MP Marketing e Promoção