Blog do Machado

contato@blogdomachado.com.br

30 de setembro de 2014 - 13:12:10

Sem comentários

Portal iG – Clã Sarney pode sofrer derrota inédita no primeiro turno no Maranhão

Flávio Dino: na liderança absoluta, mas cauteloso...

Por Wilson Lima (iG)

Faltando menos de uma semana para as eleições, o Maranhão vive um cenário eleitoral inédito. Pela primeira vez na história, um candidato de oposição à família Sarney pode vencer um adversário não apoiado pelo grupo, em primeiro turno e sem auxílio da máquina do Estado. Algo tido como inacreditável até por integrantes do clã Sarney mais pessimistas.

O ex-presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) e ex-deputado Flávio Dino (PCdoB) lidera em praticamente todas as pesquisas de intenção de votos no Estado com índices na casa dos 50% ou 60%. No levantamento Ibope mais recente, por exemplo, Dino estava com 48% das intenções de voto contra 27% de Lobão Filho (PMDB), principal adversário e o nome que o Grupo Sarney apostou nestas eleições no Estado. Os demais candidatos, somados, não chegam a 5% das intenções de voto. Em apenas uma pesquisa, Dino não levaria a disputa para o segundo turno. Mas o levantamento foi realizado com 90% de eleitores com nível de instrução inferior ao ensino médio e com 80% deles com renda igual ou inferior a um salário mínimo.

Apesar da liderança relativamente folgada, Dino evita nos bastidores contabilizar-se como vencedor. Existe uma preocupação latente com possíveis fraudes eleitorais no Estado, principalmente casos de compra de votos no interior do maranhão. Tanto que Dino iniciou uma campanha de montagem de comitês populares de fiscalização Maranhão com o objetivo de se evitar essa prática. A ideia do eixo dinista é que eleitores simpatizantes se inscrevam e fiscalizem casos de compra de votos em todo o Maranhão. A atitude é considerada inédita no Estado.

Leia mais...

28 de setembro de 2014 - 20:32:40

1 comentário

Sai de cena o jornalista e militante político Aldionor Salgado

Sai de cena um sêr humano da melhor estirp:, Aldionor Salgado, jornalista e militante político.

Faleceu esta manhã (28), no Hospital Universitário Presidente Dutra, o jornalista Aldionor Salgado. Há quase um mês, ele se internou para tratar de um câncer no pâncreas, mas a doença o venceu antes que alcançasse a cura.

Poucos são os profissionais da terra que tem o curriculum de Aldionor Salgado, que trabalhou em quase todos os veículos de comunicação de São Luís e exerceu diversos cargos e encargos públicos. Militante político, elegeu-se na década de 80 vereador de São Luís, onde se destacou na abordagem de temas importantes e na defesa da solução dos muitos problemas estruturais da capital.

Mais do que um profissional, ético e capaz, era um grande amigo de todas as horas. Sempre respeitou os colegas de profissão para os quais tinha sempre uma palavra de conforto e de incentivo. Era uma convivência afável, já que tinha uma verve apurada e sempre tornava alegre o ambiente em que ocupava. Conhecia mais do que ninguém o mundo político e social da capital e de todo o Maranhão, prato cheio para os causos de ocasião.
Semana passada, Aldionor – como sempre, chamando-me de “Machadovsky” – ligou-me do leito do hospital para que eu atendesse a jovem filha Mariana, que também enveredou pelos caminhos do jornalismo, para uma entrevista sobre pesquisas de opinião pública. Prometi-lhe uma visita, acreditando que a sua enfermidade fosse passageira. Daí o susto que me causou a notícia de sua morte.

Aldionor Salgado ainda tinha muito a contribuir como profissional de comunicação, pai, marido e amigo. Mas a morte o alcançou em pleo vôo.
Que Deus o faça trilhar o caminho dos homens de bem, na sua nova e eterna missão. E, ao mesmo tempo, dê o conforto necessário para amenizar a dor da família enlutada.

O corpo do jornalista está sendo velado na Câmara Municipal de São Luís, no Centro Histórico da capital. O sepultamento se dará na manhã desta segunda-feira, no Cemitério do Gavião.

Há pouco, a Prefeitura de São Luís emitiu nota de pesar sobre o falecimento de Aldionor Salgado, que vai transcrita abaixo.

Leia mais...

28 de setembro de 2014 - 12:41:45

1 comentário

Juiz desmonta mais uma farsa criada pelo grupo Sarney para tentar prejudicar Flávio Dino

Justiça Eleitoral prédio

Maranhão da Gente

Edinho Lobão teve mais um factoide criado por sua campanha frustrado. Em decisão liminar concedida no último sábado, o juiz eleitoral Clodomir Sebastião Reis negou à coligação de Edinho Lobão a pretensão de acusar Flávio Dino pelo caos na Segurança Pública – que é de responsabilidade do Governo Roseana Sarney – maior cabo eleitoral de Edinho.

Na decisão, o juiz é enfático. Afirma que Edinho Lobão e seus advogados utilizam-se de “meras suposições ou ilações, sem nenhum supedâneo probatório, para atribuir ao candidato Flávio Dino a responsabilidade pelos acontecimentos mencionados”.

Além de negar as acusações contra Flávio Dino, o juiz afirmou ainda que não há qualquer conotação política na onda de criminalidade que tomou conta do Estado com o Governo Roseana. Clodomir relata que as ações criminosas não se restringem ao período eleitoral. Ao contrário, vem se agravando ao longo dos anos.

Edinho Lobão também tentou responsabilizar Flávio Dino pela operação da Polícia Federal que resultou na inspeção de seu avião por suspeita de transporte de dinheiro ilegal. Neste ponto, o magistrado também repeliu os argumentos do candidato do grupo Sarney.

O juiz reprova ainda a tentativa de cercear o debate sobre a Segurança Pública no Maranhão, que vem sendo feita por todos os candidatos que fazem oposição ao governo Roseana.

Veja, abaixo, a íntegra decisão do juiz Clodomir Sebastião Reis:

Leia mais...

27 de setembro de 2014 - 16:18:58

Sem comentários

Revista Isto é fala de “banditismo eleitoral” no Maranhão

Flávio Dino, vítima das costumeiras estrepolias eleitorais do grupo Sarney

Da Revista IstoÉ

A perspectiva de pôr fim à hegemonia do grupo do senador José Sarney que há seis décadas mantém o poder no Maranhão faz com que a disputa política no Estado ganhe ares de banditismo eleitoral. Às vésperas da eleição, práticas nem um pouco republicanas passaram a pautar a campanha. Há cerca de dez dias, veículos de comunicação ligados ao grupo político de Sarney, padrinho da candidatura do senador Édson Lobão Filho, divulgaram um vídeo com o depoimento de um homem acusando o candidato Flávio Dino (PCdoB), líder nas pesquisas, de ser um dos chefes de uma quadrilha criminosa especializada em assaltos a banco, inclusive com participação no ataque a um carro-forte ocorrido no campus da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), em 11 de fevereiro, quando foi roubado quase R$ 1 milhão. A denúncia virou o principal tema da campanha e, na terça-feira 23, o autor foi identificado. Trata-se de André Escócio de Caldas, um presidiário do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. No mesmo dia, Caldas prestou depoimento na Superintendência Estadual de Investigações Criminais e confessou ser participante de uma criminosa armação contra o candidato do PCdoB. Agora o caso segue sob investigação da Polícia Federal, que espera conseguir identificar todos os envolvidos até o final da corrida eleitoral.
Ao delegado Tiago Mattos Bardal, Caldas afirmou que o vídeo fora gravado uma semana antes na sala do diretor da Central de Custódia de Presos de Justiça de Pedrinhas, Carlos Aguiar. Disse que teria recebido a “promessa de conseguirem um Alvará de Soltura e mais uma boa quantia em dinheiro, além de ficar blindado no sistema”. Para tanto, Caldas teria que apontar Flávio Dino como mandante do assalto ao banco do campus da UEMA. O preso também esclareceu que o enredo para tentar incriminar Flávio Dino foi criado após conversas com Aguiar. O diretor da Central de Custódia confirmou ter sido o autor do vídeo, mas nega qualquer responsabilidade pela divulgação da armação. Desde a quarta-feira 24, o caso, definido como crime eleitoral, passou a ser investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público. Na quinta-feira, Aguiar foi afastado do cargo.

Leia mais...

26 de setembro de 2014 - 22:05:05

Sem comentários

Vistoria em avião de Lobão Filho causa constrangimento na campanha de Dilma após nota pública de Temer e Renan

Repercute a vistoria que a PF fez no avião de Lobão Filho, após denúncia...

A presidente Dilma Rousseff criticou nesta sexta-feira (26) a ação da Polícia Federal de vistoriar, sem mandato de busca, um avião usado pela campanha do senador Edison Lobão Filho, no interior do Maranhão. Dilma disse que pediu uma investigação detalhada sobre a ação no sentido de verificar que houve erro da corporação para beneficiar um ou outro candidato.

Lobão Filho é candidato ao governo do Maranhão e a vistoria causou mal estar na campanha de Dilma após a divulgação por parte do vice-presidente Michel Temer, e do presidente do Senado, Renan Calheiros, de uma nota pública, considerando “inadmissível que forças policiais sejam instrumentalizadas para atingir candidaturas legitimamente constituídas”.

Leia mais...

25 de setembro de 2014 - 12:05:29

Sem comentários

Preso confirma que recebeu proposta de dinheiro para fazer vídeo contra Flávio Dino

O teor do documento que desmistifica o vídeo e seus autores...

Em depoimento prestado junto à Superintendência Estadual de Investigações, Criminais na noite da última terça (23), o presidiário André Escócio de Caldas confirmou que recebeu promessas de regalias para gravar vídeo contra Flávio Dino. André figura em vídeo veiculado nos últimos dias pela TV e pela rádio Difusora, blogs ligados ao grupo Sarney, ao portal iMirante e ao jornal O Estado do Maranhão – propriedade da família Sarney.

Ouvido pelos delegados da Polícia Civil Tiago Mattos Bardal na noite de terça, André Escócio afirmou que o vídeo foi gravado há cerca de oito dias na sala do diretor da Central de Custódia de Presos de Justiça de Pedrinhas, Carlos Aguiar.

Para gravar o vídeo, o presidiário teria recebido “promessa de conseguirem um Alvará de Soltura e mais uma boa quantia em dinheiro, além do declarante (André Escócio) ficar ‘blindado’ (protegido) no sistema”, caso apontasse Flávio Dino, Patrícia e Weverton Rocha como mandantes do assalto ao banco do campus da UEMA. A declaração consta no termo de declaração emitido pela SEIC.

André Escócio afirma que não participou do assalto ao banco, data em que estava detido em um presídio. O enredo para tentar incriminar Flávio Dino foi criado após conversas do presidiário com o diretor da CCPJ de Pedrinhas, Carlos Aguiar, que também prestou depoimento à Seic, na manhã desta quarta (24).

Leia mais...

24 de setembro de 2014 - 07:31:36

Sem comentários

Vandalismo, alimentado pela boataria, deixa apavorada a população de São Luís

O vandalismo dos bandidos atazana a vida das pessoas

A população de São Luís foi pega de surpresa com nova paralisação dos ônibus, nesta terça-feira, a partir das 18 horas. Motivo: os últimos atos de selvageria protagonizados por bandidos, supostamente comandados por líderes dos presídios de Pedrinhas, mas, principalmente pela boataria alimentadas pelas redes sociais que chegam a causar ondas de pânico na cidade. Tudo isso resultou em escolas paralisadas e muita gente nas paradas de ônibus, sem saber como voltar pra casa.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) anunciou que o comércio na capital maranhense é o grande prejudicado, diante dos acontecimentos provocados pela violência na região metropolitana de São Luís.

Leia mais...

22 de setembro de 2014 - 12:48:44

Sem comentários

Desde sábado, São Luís Luís já registra 17 ataques a ônibus, vans, carros da polícia e de particulares

Caos urbano: criminosos querem se sobrepor ao Estado.

G1 Maranhão

São Luís registrou 17 ataques a ônibus, microônibus, viaturas da polícia e carros particulares entre sábado (20) e a madrugada desta segunda-feira (22). Foram incendiados mais três ônibus, na garagem da empresa Gonçalves, no bairro Santa Cruz; dois carros particulares em uma concessionária, na Avenida dos Africanos ( veja imagens enviadas ao G1por um internauta que não quis se identificar); e seis veículos que estavam em uma garagem de carros usados da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP), no bairro do Radional, nesta segunda-feira, na capital maranhense.

Leia mais...

21 de setembro de 2014 - 19:38:46

Sem comentários

Marina Silva, em comício: ‘PT é macaco do galho do Sarney e Cia’

Marina: Sarney, macaco e quejandos...

BLOG DO JOSIAS

Em comício realizado na noite passada, no bairro de Cajazeiras, periferia de Salvador, Marina Silva tratou seu ex-partido com uma dose extra de acidez. Disse que a coligação da rival Dilma Rousseff junta “alhos com bugalhos”. Gente que, no passado, “nem conversava”. Enumerou: “O PT combatia o Sarney, o Collor, o Renan, o Maluf, o Jáder Barbalho… Agora, estão todos juntos. É tudo macaco do mesmo galho.”

Durante o governo Lula, quando Marina foi ministra do Meio Ambiente, o PT já havia firmado sua aliança com o que há de mais arcaico na política brasileira. E Marina conviveu com os “bugalhos” sem dar um pio. Só saltou do barco quando decidiu embarcar no projeto presidencial de 2010, que obteve quase 20 milhões de votos.

Marina falou para uma plateia miúda, pouco mais de 300 pessoas. Mas seu comitê cuidou para que o discurso fosse transmitido ao vivo pela internet. Irônica, a candidata realçou outra junção inusitada ocorrida na atual campanha. A junção do PT com o PSDB. “Pela primeira vez na história desse país o azul e o vermelho estão juntos na mesma artilharia pesada, combatendo a gente a ferro e fogo. E sabe por quê? Pela briga do poder pelo poder. Estamos aqui para dizer que não vale tudo para ganhar o poder.”

Mais cedo, Dilma Rousseff voltara a lançar mão da tática do medo num comício em São Paulo. A rival de Marina dissera que, a poucos dias da eleição, “começa uma série de mentiras e boatos.” Em seguida, difundiu o seu boato preferido:

“Tem uns que dizem que o Bolsa Família, nosso programa mais importante, o programa que nós consideramos o mais forte para reduzir pobreza e desigualdade, junto com emprego e aumento de salário, vai acabar. Vai acabar se eles forem eleitos.”

Leia mais...

21 de setembro de 2014 - 19:04:44

Sem comentários

Segundo a oposição, debate entre candidatos na TV Maranhense foi marcado pela desorganização

debate-maranhense-500x473

(Do Blog Marrapá)

Atrasos, mudanças de regras, desorganização e o agradecimento suspeito à apresentadora Paulinha Lobão marcaram o embate da TV Maranhense entre os candidatos a governador do estado, com a participação de Flávio Dino (PCdoB), Edinho Lobão (PMDB) e Luis Pedrosa (PSOL).

Iniciado com quase uma hora de atraso, o debate foi conduzido de forma a favorecer o candidato da oligarquia Sarney a governador. Ao final, descobriu-se pelo mediador Kim Lopes que a mulher de Edinho foi uma das organizadoras do encontro.

Marcado para às 22h, o debate começou quase uma hora depois, em razão do atraso da assessoria de Edinho Lobão, que chegou ao estúdios da TV Maranhense por volta das 22:15. Houve muita confusão nos bastidores. O marqueteiro Antonio Melo, da coligação Pra Frente Maranhão, insistia em tumultuar o sorteio das perguntas e desrespeitar as regras de posicionamento e de blocos.

Irônico e visivelmente alterado, Edinho se esquivou de responder todas as questões levantadas por Dino e Pedrosa. Fugiu de perguntas sobre a refinaria, clínica fantasma e sobre o caos na segurança pública. Zombando da cara dos maranhenses, ele chegou a dizer que a quantidade de homicídios no Maranhão ainda é pequena, mesmo diante da comprovação de que esse número triplicou nos últimos anos. Em outra fala, Edinho reafirmou seu compromisso de implodir a Penitenciária de Pedrinhas, com a justificativa de que a penitenciária está na área nobre de São Luís. Disse também que os finados ex-governadores Jackson Lago e Luis Rocha estão na coligação do “comunista”

Leia mais...

Página 1 de 512345


©2012 José Machado - Web Design MP Marketing e Promoção