Blog do Machado

contato@blogdomachado.com.br

30 de junho de 2014 - 17:08:09

Sem comentários

‘Triste’, PMDB confirma Gilvam Borges no lugar de Sarney, no Amapá

Presidente do partido diz que legenda fica triste com a decisão de José Sarney de desistir das eleições

Fernando Diniz

Fernando Diniz
Direto de Brasília

O presidente em exercício do PMDB, senador Valdir Raupp, disse que a legenda ficou triste com o anúncio de José Sarney (PMDB-AP) de desistir da candidatura à reeleição ao Senado. O peemedebista disse que a decisão do colega foi pessoal e confirmou o ex-senador e presidente da regional do partido no Amapá, Gilvam Borges, para o lugar de Sarney.

“Eu estou triste, lógico. O PMDB está triste de não ter o presidente Sarney como senador, ele vai fazer falta. Com certeza vai fazer falta”, disse Raupp, no Senado.

Raupp disse ter conversado com Sarney pela manhã, que o comunicou da vontade de deixar a política por questões pessoais. A mulher do ex-presidente da República, dona Marly, passa por problemas de saúde. “Ele me disse que já cumpriu a missão dele na política, pelo menos por enquanto. Problema de saúde na família, da dona Marly, inclusive dele mesmo”, disse o senador.

O presidente do PMDB não descartou completamente a possibilidade de Sarney mudar de ideia até sexta-feira, data da convenção da legenda no Amapá. “Tem um ditado na política que diz o seguinte: você nunca pode dizer que dessa água não bebo. Temos que aguardar. O nosso desejo é que ele continuasse. Desejo do PMDB é que ele pudesse continuar. Não sei se isso vai dar mais tempo, se for uma decisão definitiva dele. São coisas muito pessoais, então só ele pode tomar a decisão”, disse.

Leia mais...

30 de junho de 2014 - 16:36:08

1 comentário

“Um Maranhão de Esperança e brilho no olhar”, relato sobre a convenção de Flávio Dino, 2014

POR ALINE LOUISE, jornalista

Postado no Facebook

Entre tantos momentos especiais que marcaram a Convenção da Mudança no último domingo, que oficializou a candidatura de Flávio Dino ao governo do estado em 2014, destaco inicialmente um. Sim, Flávio Dino, há que se concordar com seu discurso. Aquele foi um momento que contarei aos meus filhos e netos. Juntos, mais de 10 mil pessoas puderam sentir a pulsação conjunta dos maranhenses que estavam ali para ouvir a mensagem dada pelo candidato: de esperança em dias melhores.

Falando ao coração dos maranhenses, Flávio Dino demarcou um espaço importante nesta caminhada que será muito difícil. De perto ou de longe, ninguém acredita em uma caminhada fácil. Mas milhões de maranhenses que têm fé e esperança se sentem representados nas palavras deixadas pelo candidato que pediu, a todos os presentes, que levem para suas cidades, suas ruas e suas casas uma só mensagem:

“Vamos fazer uma campanha limpa. De braços abertos, cara lavada, brilho nos olhos e sorriso nos lábios. Essa será a campanha da fé e da esperança”. Essa frase define o que o povo do Maranhão espera para esta campanha e para o futuro do estado inteiro. A vontade de fazer uma campanha limpa e que transmita à população ideias de superação de um ciclo de atraso.

Tudo isso esteve presente na convenção do Partido do Maranhão (nome pelo qual as lideranças políticas optaram chamar a aliança de 9 partidos em torno de um projeto único). Na voz de Leci Brandão, ao vivo, a Oração Latina de César Teixeira também arrepiou os presentes. Leci falou de lutas do Maranhão em busca de igualdade e dignidade.

Com forte identidade com nossa cultura e defesa dos movimentos sociais, a cantora e deputada estadual entoou o hino que marca a história de líderes populares lembrados por Flávio Dino. Neiva Moreira, José Augusto Mochel, Maria Aragão e Jackson Lago foram homenageados ao lado da presença física do líder camponês Manoel da Conceição. “Olho para as lutas do passado com respeito humildade e gratidão”, disse Flávio. Afinal, todos os personagens da história de lutas no Maranhão fizeram florescer em milhões de corações ao longo do tempo a esperança que pulsava no evento.

A imagem de Flávio Dino reconhecendo um de seus primeiros professores que o assistia da plateia simboliza bem esse reencontro. Emílio Moreira, que lecionou em 1974 aulas a Dino e outras crianças de São Luís, foi mencionado pelo candidato. De público, Flávio lembrou de sua infância e disse: “Agradeço a você e todos os meus professores ao longo dos anos. (…) Aquele menino tímido, franzino, hoje tem coragem de enfrentar um império, uma oligarquia”.

O momento foi de emoção. Do centro da plateia, Emílio Moreira respondeu: “Eu acredito em você” e continuou a frase que foi abafada pelos aplausos das 10 mil pessoas presentes no evento (dentro e fora do auditório), segundo os organizadores.

Estes e tantos outros momentos encontrei vasculhando minhas anotações um dia depois da Convenção da Mudança. São papeis que registram um momento de emoção e que guardarei ao longo dos anos, sem dúvida. No próximo domingo, a campanha deve estar nas ruas. O que se viu na convenção, portanto, deve ser o que acompanharemos: um encontro do poder com o povo. E esse clima promete contagiar todas as ruas das 217 cidades desse Maranhão.

Leia mais...

30 de junho de 2014 - 16:15:27

Sem comentários

Em convenção, Dino e Rocha são confirmados candidatos a governador e senador do Maranhão

Principal adversário do Clã Sarney no Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) foi oficializado como candidato em convenção neste domingo. Roberto Rocha (PSB) é o candidato a senador pelas oposições.

O ex-presidente da Embratur no governo Dilma e principal adversário do Clã Sarney no Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) foi oficializado como candidato em convenção neste domingo (29). Ele disputará o governo em uma composição formada por nove partidos e terá como concorrente o senador Edison Lobão Filho (PMDB) com o apoio da governadora Roseana Sarney.

Foram feitas as convenções de PCdoB, PDT e PSB juntas na chamada “Convenção da Mudança”, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana. Além destes partidos, participam da coligação PPS, PSDB, PP, PTC, PROS e SDD. O ex-deputado federal e atual vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha, foi confirmado como candidato a senador

O candidato ao governo provocou os adversários por, segundo ele, administrarem o Maranhão apenas para pequenos grupos familiares (Sarney e Lobão). “Nenhum império dura para sempre. Nós iremos proclamar a república no Maranhão. Eu não vou ser governador da minha família, nem de duas ou três famílias, mas de todas as famílias do Maranhão”, disse.

Leia mais...

30 de junho de 2014 - 15:08:00

Sem comentários

Mais de 110 mil pessoas passaram pelo Terreiro da Maria durante os festejos juninos

Com 17 dias de programação ininterrupta, apresentações de 204 atrações culturais e um público estimado pela Guarda Municipal e Polícia Militar de mais de 110 mil pessoas, o Arraial Terreiro da Maria na Praça Maria Aragão repetiu o sucesso das edições anteriores e superou a expectativa de público. O encerramento da programação ocorreu no domingo (29), dia de São Pedro.

Promovido pela Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), o último dia da festa foi iniciado às 18h, com o derrubamento do mastro erguido no dia 13 deste mês, dia da abertura do arraial. O momento especial foi acompanhado pelas caixeiras do Divino Espírito Santo.

Já o palco da Praça Maria Aragão recebeu como primeira atração da noite o Tambor de Crioula do Laborarte (Laboratório de Expressões Artísticas do Maranhão), grupo com mais de 40 anos e que trabalha com artistas locais em oficinas de tambor de crioula, cacuriá, capoeira, percussão, teatro, dança popular e outras produções.

A cantora Teresa Canto também foi uma das atrações do Terreiro da Maria. No repertório, a artista interpretou músicas de grupos juninos como Boi da Maioba e do cantor Pablo do Arrocha. “Eu gosto demais do período junino, das brincadeiras, dos grupos de bumba-meu-boi, sou fã da nossa cultura”, declarou ao público.

Leia mais...

30 de junho de 2014 - 14:40:57

Sem comentários

Flávio Dino: “Aposentadoria de Sarney pode acabar com regime de corrupção”

Flávio Dino
Especial para o UOL

Existem vários sinais de que o Maranhão se avizinha do início de um novo ciclo político. O nosso Estado está olhando para frente, com olhar de esperança e acreditando que é chegada a hora da virada de página na história. Muitos acontecimentos somam para que se perceba que esse momento está próximo. O anúncio da saída do senador José Sarney (PMDB-AP) da vida pública é um deles, talvez o mais significativo dentre todos.

Como deputado, governador, senador e presidente da República, José Sarney vem disputando eleições ao longo de seis décadas, tendo apoiado todos os governos desde Juscelino Kubitschek, nos anos 50 do século passado.

No Maranhão, infelizmente, esse período de domínio resultou em índices sociais trágicos, nos quais o nosso Estado disputa as últimas colocações em desenvolvimento humano, de acordo com sucessivas pesquisas de PNUD, Ipea, IBGE entre outros. Esses dados não são apenas números frios, mas o resumo de vidas maranhenses que se perdem ou são marcadas por imensos sacrifícios.

No Estado, ainda se vive sob um regime político que tem raízes na ditadura militar, quando a concentração de poder e renda aumentou as desigualdades em todo o país. A partir da redemocratização, cada Estado respirou, a seu tempo e modo, os ares da liberdade política e do desenvolvimento social. Lucrando com a manutenção do poder para poucos, o grupo do senador José Sarney optou pela continuidade de um modelo de exclusão.

A perda de apoio popular e o crescimento do sentimento de virada de página no Maranhão e no Amapá contribuíram decisivamente para que tanto José Sarney quanto Roseana Sarney deixassem a disputa por mandatos.

Basta consultar os números da última pesquisa Amostragem, que sondou o cenário político do Maranhão. Nesta, 79,31% dos entrevistados responderam que o melhor para o futuro do Estado seria a renovação e a mudança, enquanto 13,54% disseram que a melhor opção seria a continuidade do grupo Sarney (registrada na Justiça Eleitoral sob protocolo MA-00012/2014).

Para além de representarem um quadro eleitoral, as pesquisas apresentam, na verdade, um quadro social que vem sendo gestado ao longo dos últimos anos. Homens e mulheres, trabalhadores e empresários, idosos e jovens demonstram cotidianamente querer a renovação das práticas políticas no Estado.

Com foco na expressão das ruas e das pesquisas é que estamos reunindo forças de todo o Maranhão e do país em nome da alternância de poder.

Superar esse modelo que se mostra desgastado e rejeitado pela população significa possibilitar que o Maranhão tenha um novo projeto de desenvolvimento, que priorize melhorar a vida dos 7 milhões de maranhenses, e não apenas de um pequeno número de famílias protegidas pelo poder oligárquico.

O primeiro passo é colocar fim ao patrimonialismo instalado nos diversos níveis da administração pública, fazendo florescer a liberdade, a transparência e a pluralidade política.

São mudanças na política que apresentam reflexos diretos no desenvolvimento do Estado. Afinal, combater o patrimonialismo implica também estabelecer práticas favoráveis a um ambiente institucional em que mais empresas possam atuar em regime de liberdade concorrencial.

Isto é, consideramos essencial terminar com o regime de compadrio e de corrupção que hoje marca a relação entre as esferas pública e privada no Estado.

Foi com base nessas ideias que tecemos uma ampla aliança na qual partidos que no plano nacional apoiam candidaturas presidenciais diferentes, mas no plano estadual estão unidos. Lutamos para que o fim do longo ciclo de mandatos exercidos pelo senador Sarney seja o início de uma etapa histórica em que o Maranhão produza riquezas e gere oportunidade a todos.

Leia mais...

29 de junho de 2014 - 08:45:14

Sem comentários

Aposentadoria de Sarney é vitória histórica do PT Amapá que resistiu às pressões do oligarca

Por Heverson Castro (de Macapá), editorial do blog

Uma vitória da aliança PT/PSB e de toda a Frente Popular, iniciada em 2010, ainda no primeiro turno da campanha eleitoral e ampliada no segundo turno com a adesão de outros partidos e forças políticas como o PCdoB. Assim pode definir o anúncio da aposentadoria política do senador José Sarney (PMDB_.

A aliança do PT com o PSB em 2010 elegeu o governador Camilo Capiberibe e a vice-governadora Dora Nascimento, consolidando uma derrota histórica ao grupo que durante oito anos governou o Amapá, saqueando os cofres, sufocando e cooptando parte da “esquerda”, sob o comando do maestro Sarney que conduzia e comandava, mesmo distante do solo amapaense, o consórcio de poder denominado “harmonia”.

A vitória contra Sarney também é reflexo da posição adotada pelo grupo da vice-governadora e do presidente estadual do PT, Joel Banha, apoiado por delegados e militantes do PT Amapá que ousaram enfrentar Sarney e ao mesmo tempo não cederam às pressões do coronel maranhense sob Lula e Dilma para que o petismo local se aliasse ao PMDB.

Ao contrário do que muitos analistas de plantão propalavam, o petismo local aprovou a reedição da aliança de 2010 em Encontro, garantindo apoio a reeleição do governador Camilo Capiberibe e ousou ao homologar a pré-candidatura de Dora Nascimento ao Senado, que já tinha sido debatida e aprovada em outras instâncias partidárias. Não contente, o PT ainda aprovou no seu Encontro Estadual realizado no último dia 14, uma moção de repúdio à Sarney sob o título: “Sarney não nos representa”.

Leia mais...

29 de junho de 2014 - 08:08:46

Sem comentários

Maranhão – Convenção da oposição homologa candidaturas de Flávio Dino e Roberto Rocha

SEXTA-FEIRA, 27, PMDB E PARTIDOS COLIGADOS SACRAMENTARAM OS NOMES DE EDISON LOBÃO FILHO E GASTÃO VIEIRA COMO CANDIDATOS AO GOVERNO E AO SENADO

Os oposicionistas Flávio Dino, Carlos Brandão e Roberto Rocha abrem o calendário eleitoral com uma grande convenção neste domingo, 29. O evento acontece no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana (Cohafuma – São Luís), a partir das 8h da manhã. PCdoB, PDT, PSB e PPS fazem a chamada Convenção da Mudança, com participação também de PSDB, PP, PTC, PROS, Solidariedade e Militância Petista.

Com 58,2% das intenções de voto para o Governo do Estado (Instituto Data M – Protocolo MA-00015/2014 -TRE-MA) Flávio Dino homologará sua candidatura pelo PCdoB. No mesmo evento, o pré-candidato a senador Roberto Rocha (PSB) entrará na disputa pela vaga no Congresso nacional. Rocha tem 35,8% das intenções de voto segundo a mesma pesquisa divulgada pelo jornal Atos e Fatos na última quarta-feira. O candidato a vice-governador indicado pelo PSDB é o deputado federal Carlos Brandão.

Pelo twitter, Flávio Dino fez o convite à população maranhense para participar do movimento de mudança neste domingo. “Vamos fazer uma bela convenção amanhã [hoje], cheia de energia cívica, ideias, propostas e surpresas boas.

Leia mais...

29 de junho de 2014 - 07:40:16

Sem comentários

PT do Amapá oficializa a vice-governadora Dora ao Senado em convenção nesta segunda-feira, 30

O Partido dos Trabalhadores no Amapá (PT-AP), realiza nesta segunda-feira, 30, a partir das 18h, na quadra do Ginásio Poliesportivo da Orla do Santa Inês, a Convenção que irá oficializar o nome da vice-governadora Dora Nascimento como candidata ao Senado Federal e os nomes dos candidatos à chapa proporcional, que disputarão as vagas para Assembleia Legislativa e a Câmara Federal.

A convenção do PT também irá formalizar a reedição da Frente Popular, aliança vitoriosa de 2010 com o PSB, agora em 2014 pela reeleição do governador Camilo Capiberibe.

A convenção deverá reunir prefeitos, parlamentares, dirigentes sindicais, partidários e de movimentos sociais, partidos aliados, dentre militantes e lideranças políticas de todas as regiões do Amapá.

Leia mais...

29 de junho de 2014 - 07:28:12

Sem comentários

A arrogância intelectual de Sarney e os capítulos tristes da história do Amapá marcados por corrupção

BLOG DO HEVERSON CASTRO, de Macapá-AP

“Com minha vocação intelectual, quis me ligar ao Amapá. O mundo conhece o Amapá por causa do meu livro Saraminda. Eu escrevi a história do Amapá. Daqui a 50 anos, quando quiserem saber da história do estado, vão ter de ler meus livros. Mas os que me insultaram ninguém vai saber quem foram.” (Senador José Sarney, ontem durante convenção do PDT)

Mesmo derrotado politicamente, tendo que sair do Amapá pela porta dos fundos, o senador José Sarney não perde a sua arrogância e petulância intelectual. Sarney tentou provar algo pra si mesmo, pois o mundo e o Brasil não conheceram o Amapá por conta dele ou de suas obras.

Ao contrário o mundo e o Brasil conheceram o Amapá por conta do péssimo legado do grupo político que ele ainda é considerado o comandante em chefe, e que durante oito anos comandou com o denominado consórcio de poder batizado de “harmonia”.

Foram justamente seus afilhados políticos como Waldez Góes ( preso em 2010 pela em 2010 pela PF) e oficializado ontem como candidato ao governo PDT ao lado do oligarca, que o Amapá foi exibido no Brasil e no mundo de forma vergonhosa e negativa como um estado onde a corrupção imperava.

São justamente os seus aliados, em sua maioria acusados de comandar volumosos esquemas de corrupção, como casal Marília e Waldez Góes, presos durante a Operação Mãos Limpas, acusados de cometerem o maior desvio de recursos públicos da histórica recente do Amapá, que escreveram tristes linhas da histórica recente do estado.

Esse capítulo tenebroso da história amapaense que vai ser estudado pelas gerações em livros e nas escolas, Sarney não lembrou ontem durante seu discurso. Ele é indiretamente o responsável pelo grupo político, apontado pela PF como uma “quadrilha” que é acusada de deixar um rombo de mais de 1 bilhão de reais.

Portanto, Sarney, ajudou a escrever um dos piores capítulos da história do Amapá, que até hoje envergonha os amapaenses e serve de motivo de piada nacional.

Leia mais...

27 de junho de 2014 - 18:52:50

Sem comentários

Prefeito Edivaldo anuncia Plano de Educação para o Trânsito de São Luís

O prefeito Edivaldo anunciou nesta quinta-feira (26) o Plano de Educação para o Trânsito da Prefeitura de São Luís, executado pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT). O plano tem como meta resgatar os índices seguros do trânsito em São Luís, já que atualmente a cidade ocupa o 11º lugar no ranking das capitais brasileiras mais violentas no trânsito.

Durante o evento, o prefeito Edivaldo lembrou que a cidade estava há cinco anos sem campanhas de educação para o trânsito e que, com as novas medidas, pretende reduzir os índices negativos da cidade. “Após cinco anos sem campanhas educativas para o trânsito, retomamos hoje este importante projeto em nossa gestão. São Luís ocupa hoje um ranking negativo em relação à violência no trânsito no país e queremos deixar um legado diferente para nossa cidade. Queremos voltar a ser exemplo de boa educação no trânsito e, assim, contribuir com a qualidade de vida da população”, disse.

No planejamento que contempla todo segundo semestre de 2014, a Prefeitura chamará as instituições de ensino da capital maranhense, empresas, órgão de classes e a população para a promoção de posturas adequadas no trânsito. Na programação, estão inclusos cinco seminários temáticos para idosos, profissionais do transporte (motoristas de coletivos, cobradores, taxistas, mototaxistas) e condutores de tração animal, um passeio ciclístico, a campanha “Na cidade sem meu carro” e palestras em empresas parceiras da Prefeitura.

O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, destacou o trabalho baseado no tripé que sustentará as ações de trânsito: engenharia, fiscalização e educação. “Além das campanhas educativas, vamos trabalhar com a intensificação da fiscalização na cidade, revitalização da sinalização horizontal e vertical, troca dos pardais, placas de sinalização, botoeiras redutoras de velocidade e a fiscalização eletrônica: tudo isso compondo o conjunto de melhorias do trânsito da cidade e de promoção da paz no trânsito”, disse.

Leia mais...

Página 1 de 512345


©2012 José Machado - Web Design MP Marketing e Promoção